terça-feira, 15 de agosto de 2017

Do it yourself

Por: Maria Luiza, Liz, Lara Paderes e Diana

E aí galera?!
Algum de vocês já viu aquele vídeo em que a pessoa pega uma blusa velha e transforma em algo novo, mais bonito e melhor?
Alguém já se sujou todo de tinta ou teve que jogar alguma blusa fora por tentar fazer uma customização que não deu certo?
Devemos tudo ao DIY, sigla para “Do it yourself” (faça você mesmo), que é uma das maiores tendências da internet na atualidade. Consiste em produzir e customizar objetos tendo como base coisas que já temos em casa ou que podem ser encontradas por um preço baixo. O DIY é fundamentado no conceito de reutilização, com ele podemos deixar diversos objetos que antes pareciam entediantes mais parecidos com o nosso estilo.
Apesar de hoje em dia o DIY ser considerado como uma tag para posts e uma forma divertida de reinventar, ele contém um passado um tanto quanto diferente. O DIY foi primeiramente utilizado na Segunda Guerra Mundial por questões de escassez de recursos. Naquele momento, o governo instruiu as mulheres europeias e americanas a produzir roupas, móveis a partir de materiais antigos. A prática, porém, ficou cada vez mais presente entre os anos de 1970 e 1980, época do cenário punk underground, em que bandas DIY contavam com uma produção independente de músicas, álbuns etc. O conceito de DIY estava relacionado com ideias anticapitalistas e anticonsumistas. Seus adeptos pregavam que as pessoas poderiam consumir o que produzissem, além de inspirar as pessoas a fazerem coisas “no seu próprio estilo”.
Atualmente, o DIY é uma verdadeira febre, e existem diversas razões para essa alta, a começar pelo grande desenvolvimento das redes sociais, principalmente do youtube. Com essa plataforma, uma nova profissão foi inserida no mercado de trabalho, os chamados youtubers, e muitos deles ganham a vida com tutoriais práticos de costura, maquiagem, organização, pintura, entre muitos outros. Nesse contexto é que começaram a aparecer os tutoriais de customização e criação de decoração que se adequaram ao antigo estilo do DIY, trazendo-o assim aos poucos de volta à moda. Com os youtubers, o DIY virou um verdadeiro negócio, ele está sendo constantemente aprimorado e adequado às novas tendências.
Uma outra razão para essa alta é globalização atual, em que as tendências se disseminam extremamente rápido, contudo elas não são acessíveis para todas as pessoas em decorrência de questões financeiras. É exatamente aí que o DIY mostra o seu potencial. Ele permite que as pessoas tenham acesso a parte dos artigos da moda independente de suas condições financeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado! Seu comentário será publicado em breve